Ruby-Spears Productions

ruby-spears

Era uma concorrente da Hanna-Barbera que foi fundada por Joe Ruby e Ken Spears como subsidiária da Filmways Television, em 1977.

A Ruby-Spears Enterprises foi uma empresa de animação muito importante na vida das crianças há alguns anos atrás.

Dizem as lendas que ambos trabalharam como editores de áudio na Hanna-Barbera e escreveram histórias para Space Ghost e The Herculoids. Ainda na HB, criaram Scooby-Doo, Cadê Você?

E também foram escritores e produtores para DePatie-Freleng Entreprises.

Infelizmente, a empresa foi vendida para Taft Broadcasting, em 1981. Fato que a fez tornar-se uma empresa-irmã da Hanna-Barbera Productions.

A empresa tentou voltar ao mercado, porém fechou em meados dos anos 90.

Quando a HB foi vendida para Turner Broadcasting System a Ruby-Spears foi unida com a Time Warner em 1996 (foi quando tentou voltar novamente e tornou a fechar definitivamente).

Vou deixar de fora a série animada do Super-Homem e do Bicudo, O Lobisomem, pois já fiz um texto comentando sobre.

Então refresque sua memória ou conheça alguns desenhos.

aventuras-puppy

As Aventuras de Puppy – The Puppy’s Further Adventures – 1982

É um desenho que foi feito em parceria com a Hanna-Barbera.

A série animada se baseia nos personagens criados por Jane Thayer sobre Petey, um filhotinho que adorava seu dono Tommy, um menino orfão e solitário.

Não sei explicar a mudança pro nome Puppy, mas no desenho ele era um filhotinho da raça Beagle.

Em suas aventuras o simpático cãozinho tinha companhia de Dolly (sua namorada) e também dos seus amigos: Duke (pastor alemão), Dash (greyhond) e Lucky (São Bernardo).

As Aventuras de Puppy teve duas temporadas num total de 21 episódios e terminando em 1984.

Alvin_and_the_chipmunks

Alvin e os Esquilos – Alvin and The Chipmunks – 1983 a 1990

Dizem as lendas que a versão da década de 80 era uma continuação de The Alvin Show de 1961.

A série animada conta as aventuras dos esquilos cantores Alvin e seus irmãos Simon e Theodore.  Dave Sevill é um compositor e músico que age como um pai adotivo dos meninos.

E também temos a participação das versões femininas as Chipettes: Britanny, Jennete, Eleanor.

Como curiosidade houve The Cipmunk Aventure um filme que mostrava a trupe viajando pelo mundo que foi lançado em 1987.

Sinceramente nunca gostei desta série animada, mas devido ao sucesso da franquia cinematográfica fizeram uma nova safra de desenhos.

Surgindo em 2015 tivemos com o nome de “Alvinnn!!! and the Chipmunks” outro aspecto importante é que foi feito com computação gráfica.

buggy

Buggy á jato – Rickety Rocket – 1979

Eu adorava muito esse desenho ainda mais pelo bordão: “Bu-u-u-u-ggy à Jato, Decolar!”. Era um dos poucos desenhos além dos Super Globetrotters que eu podia realmente me identificar por causa da cor dos personangens.

As aventuras aconteciam no espaço com o detetives: Cosmo, Moleza, Venus e Queimado desvendando algum caso.

O Buggy a Jato era uma verdadeira lata velha, mas tinha várias engenhocas que ajudavam quando a equipe precisava.

Infelizmente teve apenas uma temporada com 16 episódios, mas fez a alegria da molecada quando foi exibido na extinta Rede Manchete (bons tempos).

plastic-man

Homem Elástico – The Plastic Man Comedy/Adventure Show – 1979 a 1980

O desenho do personagem é conhecido como Homem Elástico, mas na verdade trata-se do Homem Borracha nos gibis.

Plastic Man foi criado pelo artista Jack Cole pra Quality Comics, em 1941.

Patrick “Eel” O’Brian teve sua revista própria durante a Era de Ouro e várias anos mais tarde migrou pra DC Comics.

O Homem Elástico é na verdade Ralph Dibny que possui os mesmos poderes de esticar.

Dibny é um dos melhores detetives da DC Comics perdendo somente é claro pro Homem-Morcego.

No desenho Batman Os Bravos e Destemidos, o Homem Borrracha é parceiro de aventuras do Morcegão, tem um jeito de ser muito engraçado, adora dinheiro demais e temos um episódio que conta sua origem (só não me lembro qual).

Só pra constar tanto o Homem Elástico, quanto o Homem Borracha surgem numa introdução de episódio da série animada citada acima (me desculpem mais também não lembro o episódio).

Na série animada, o Homem Elástico viaja pelo mundo junto com Penny, sua namorada e Hula-Hula, seu melhor amigo. A  parte interessante é que o herói podia se transformar em vários veículos entre diversas outras coisas.

Eles trabalham pra Agência de Segurança combatendo o crime em qualquer lugar do mundo. Suas missões eram comandadas pela Chefe que surgia num relógio de pulso pra se comunicar com o herói (alguém se lembrou do Dick Tracy?).

Eu me divertia muito com ao ver o Homem Elástico mudando de forma e os episódios eram divertidos. Lembro que depois surgiu o bebê elástico com os mesmos poderes do pai.

Pra fechar,  Luke McDunagh é o filho do Homem Elástico que aparece nos gibis da editora. Ele tem os mesmos poderes que seu pai (participou da aventura Hipertempo).

centurions

Centurions – The Centurions – 1985

Dizem as lendas que Jack Kirby e Gil Kane colaboraram pro surgimento da série animada.

Os Centurions formavam uma equipe força de combate de elite que utilizando vários tipos de armamentos sofisticados. Eu adorava o fato que seu QG, Skyvault ficava em órbita no espaço.

Crystal Kane era a operadora de suporte que sempre teletranportava os equipamentos dos heróis.

O grupo era formado por: Max Ray, líder da equipe (traje marinho), Jake Rockwell (traje terrestre), Ace McCloud (traje aéreo) e o meu preferido deles.

Depois na segunda temporada foram incluídos: Rex Charger e John Thunder.

Sem sombra de dúvidas é um dos meus desenhos preferidos daquela época. Principalmente quando os heróis gritavam: “Força Extrema” pra mudar de traje.

Os Centurions combatiam o vilão ciborgue Dr. Terror que obvimente queria conquistar o mundo (os vilões daquela época não sabiam fazer nada além disso). Amber, era sua filha e seu principal assecla é o Hacker que também era ciborgue.

Se não me falha a memória havia um final educativo contando sobre temas ambientais.

O desenho apresentava meia hora de duração e teve duas temporadas com 65 episódios no total. A equipe de heróis também migrou pros gibis.

dragons-lair

Os Invencíveis Dragões – Dragon’s Lair – 1983

É um jogo que ao invés de ter aqueles gráficos sofríveis daquela época. Tinha um nível de qualidade visual dos desenhos da Disney.

E isso não era pra menos, pois Don Blunt foi um antigo desenhista da empresa do Mickey Mouse. Ele já havia trabalhado com Steven Spielberg na animação Um Conto Americano.

Os Invencíveis Dragões narra a história de Dirk o Destemido que precisava resgatar a bela e sensual Princesa Daphne. Tudo era visto em cenas de desenho e conforme o jogador fosse acertando o jogo ia progredindo (caso houve alguma escolha errada o cavaleiro até morria).

Devido ao seu sucesso estrondoso rendeu um desenho animado. Assim como era visto no jogo tudo que o herói fazia tinha algum tipo de efeito.

Houve um boato na web que haveria uma nova versão do desenho sendo feito, mas não sei se o projeto vai deslanchar.

Fico por aqui.

Fonte de Pesquisa: Wikipedia e InfanTV,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s