Hanna-Barbera Productions

william-hanna-and-joseph-barbera

Ao longo do tempo venho postando textos sobre algumas das empresas de animações mais importantes pra mim.

Sendo que através delas conheci vários desenhos e programas que fizeram parte da minha vida e creio que também da infância de várias outras pessoas.

Foram artigos sobre a Filmation, Ruby-Spears, King Features , Ranki/Bass e também DePatie-Freleng. Nesta postagem comentarei sobre alguns personagens da Hanna-Barbera que durante algum tempo foi uma das mais importantes empresas do ramo de sua época.

A famosíssima empresa de animação foi criada pela dupla William Hanna (1910-2001) e Joseph Barbera (1911-2006), em 1957.

O estúdio já teve o nome de HB Enterprises , HB Production Company e Hanna-Barbera Cartoons, Inc. (sendo mais conhecido popularmente como Hanna-Barbera).

Dizem as lendas que ambos foram funcionários da MGM Cartoons e sua primeira parceria juntos foi no desenho que deu origem pra Tom e Jerry.

A dupla havia se conhecido em 1937 e começaram a trabalhar juntos no estúdio de animação citado acima. Outra história diz que em 1940 enviaram desenhos pra Walt Disney que havia prometido visitá-los em Nova York (mais ele nunca apareceu).

O sucesso de Tom e Jerry iniciou a parceria deles e também a fundação da Hanna-Barbera Productions. Um estúdio que fez a felicidade de milhares de crianças ao redor do mundo com seus personagens inesquecíveis.

Em 1957, a HB foi uma subsidiária da Screen Gems que também era uma subsidiária do estúdio cinematográfico da Columbia Pictures (que se especializou em produções pra telinha).

A Hanna Barbera Productions tornou-se um estúdio independente a partir de 1965 (quando deixou seu vínculo com a Screen Gems).

Em 1996 a empresa foi comprada pela Taft Broadcasting (atual Turner Broadcasting System) que usou boa parte de seu catálogo no canal Cartoon Network quando estava iniciando.

Após a Turner se fundir com a Time Warner o estúdio se tornou uma subsidiária da Warner Bros. Animation e a Hanna-Barbera foi absorvida depois que William Hanna faleceu em 2001.

Em 1999, a Turner deu o canal Boomerang pra Hanna-Barbera exibir seus desenhos, no entanto após 8 anos estão exibindo apenas desenhos novos.

Por último, atualmente o Tooncast está veiculando a maioria dos desenhos clássicos da Hanna-Barbera.

Lembrando que, a Hanna-Barbera tinha o costume de apresentar um show com 3 segmentos sendo que dessa forma lançou vários personagens.

Só pra constar, Jambo e Ruivão foi a primeira série animada da HB lançada na telinha, em 1957. A enorme aceitação do público foi capaz de abrir caminho para que a dupla de criadores trouxessem outros personagens infantis de sucesso.

Nesta postagem, não irei incluir Bibo Pai e Bob Filho, pois já comentei no texto sobre Os Cães da Ficção.

Bom, ao longo destes anos já postei sobre muitos desenhos da empresa e aqui vou mostrar aqueles que ficaram de fora.

plic ploc e chuvisco

Plic, Ploc e Chuvisco – Pixie and Dixie and Mr. Jinks – 1958

Fazia parte do segmento de Dom Pixote e nele tínhamos as aventuras de Plic, Ploc e Chuvisco.

Obviamente era algo que lembrava Tom e Jerry, pois havia perseguição de gato e rato (a única diferença eram os dois ratos).

Como curiosidade, outro fato marcante para época foi o baixo orçamento desta produção que fazia diferir bastante do desenho no qual foi inspirado (citado no parágrafo anterior).

Chuvisco não era muito inteligente e sempre levava a pior contra a dupla de irmãos. O desenho é marcado pela falta de violência e também pelos diálogo engraçados.

Podemos notar que a dupla de irmãos geralmente age de forma otimista e também quanto ao Chuvisco que está sempre comentando com o telespectador qual será seu próximo passo.

Plic, Ploc e Chuvisco migraram pros gibis da Dell Comics e depois da Gold Key.

No total foram 57 episódios, distribuídos em 3 temporadas e terminando em 1961.

loopy-de-loop

Lupe Lebô – Loopy De Loop – 1959

Originalmente, foi uma série de animação em curta-metragem produzida pela dupla William Hanna e Joseph Barbera quando deixaram a MGM. E abriram seu próprio estúdio a Hanna-Barbera Productions.

As primeiras exibições do desenho foram no cinema distribuídas pela Columbia Pictures.

 Loopy Le Beau é um simpático lobo que age como um perfeito cavaleiro. Querendo limpar a imagem de mau que há sobre sua espécie e age sempre ajudando a todos.

O único e maior problema é que mesmo fazendo boas ações, infelizmente no final nunca o que faz dá certo.

Depois Lupe Lebô migrou pra televisão, teve 49 episódios no total e terminou em 1965.

joca-dingue-lingue

Joca e Dingue-Lingue – Hokey Wolf  – 1960

Desenho que também fazia parte do Dom Quixote surgindo para preencher o espaço deixado por Zé Colméia que ganhou série própria.

Só por curiosidade a dupla Joca e Dingue-Lingue são lobos, mas quando foram dublados pela AIC disseram que tratava-se de raposas.

No desenho, Joca está sempre querendo se dar bem e pra isso realiza algumas falcatruas pra conseguir aquilo que precisa. Ao seu lado temos Dingue-Lingue (Ding-A-Ling) que cai nas armadilhas feitas pelo melhor amigo.

Geralmente os planos de Joca consistem em querer ganhar dinheiro fácil ou conseguir algum lugar pra morar da maneira mais fácil possível.

Joca e Dingue-Lingue tiveram duas temporadas, rendendo num total de 29 episódios e terminando em 1961.

ze-colmeia

Zé Colméia – The Yogi Bear Show – 1958

As produções anteriores foram: Jambo e Ruivão (1957), Dom Pixote (1958), Pepe Legal (1959) e Os Flintstones (1960).

O desenho do Zé Colméia era parte do segmento de Dom Pixote, porém devido ao sucesso resolveram providenciar sua própria série animada.

Dizem que a inspiração pro personagem surgiu de Ed Norton (Art Carney), da série de televisão “The Honeymooners”. E outra fonte comenta que seu nome Yogi foi baseado no famoso jogador de beisebol Yogi Berra.

Devido as expressões usadas pelo urso, o jogador  colocou um processo de difamação contra o estúdio. Então, eles alegaram que foi coincidência, no entanto fontes ligadas a empresa afirmam que Berra foi usado sim como inspiração.

Zé Colméia é um urso que mora no Parque Jellystone e suas aventuras giram em torno de sua adoração por comida.

Sua principal diversão era privar os visitantes do parque de suas cestas de piquenique. Em sua companhia temos o inocente urso Catatau que sempre estava querendo fazê-lo desistir de suas intenções malucas.

Lembrando que Catatau foi dublado por Lima Duarte que também emprestou sua voz para outros personagens da Hanna-Barbera.

Voltando, como nem tudo são flores havia o Guarda Chico (ou Guarda Smith), um guarda florestal que constantemente perseguia o Zé Colméia.

O desenho era divertido pelas situações que o urso aprontava e também por seu bordão: “mais esperto do que um urso comum” ou ainda: “mais esperto do que a maioria dos ursos”.

Seu coração tinha dono era a ursa Cindy que tinha um guarda-chuva e recriminava as atitudes do seu noivo.

Devido ao sucesso o personagem teve vários outros desenhos e participações especiais ao longo das décadas.

No início da década de 90, o urso voltou no desenho A Turminha do Zé Colméia.

Nele tínhamos alguns personagens mostrados na adolescência. Zé Colmeia, seu amigo Catatau, sua paixão Cindy, Dom Pixote, Leão da Montanha, Smith e os vilões Dick Vigarista e Muttley.

Seguia o estilo de Scooby-Doo, pois havia uma agência de detetives resolvendo mistérios que era supervisionada pelo Guarda Smith.

As aventuras acontecem na cidade de Jellystone, na qual a turminha se reúne no shopping de mesmo nome.

A Turminha do Zé Colméia teve uma temporada com 19 episódios e terminando em 1992.

Em 2011, tivemos Zé Colméia: O Filme, um live-action que mostrava a dupla de ursos feita em CGI.

A produção é muito fraca, porém é relevante comentar que o Guarda Smith foi interpretado por Tom Cavanagh que ficou famoso no seriado The Flash como Dr. Harrison Wells.

Continuando, como segmento de Zé Colméia eram apresentados O Leão da Montanha e O Patinho Duque.

O desenho do Zé Colméia teve 2 temporadas com 35 episódios e terminou em 1961.

pepe-legal-e-babalu

Pepe Legal – Quick Draw McGraw – 1959

O desenho era acompanhado de Bibo Pai e Bob Filho com Olho-Vivo e Faro-Fino.

Geralmente, as aventuras do Pepe Legal aconteciam no Velho Oeste.

Isso já vinha sendo mostrado na abertura com ele numa carroça passando por desfiladeiros, pontes, riachos e as rodas do veículo se adaptando conforme o lugar que ia passando (no final quando queria parar Pepe Legal se dava mal).

Pepe Legal era um destemido xerife que não era muito inteligente, porém exercia aquele cargo importantíssimo. Sua sorte era ter em sua companhia o burrinho Babalu (Baba Looey) que demonstrava ser bastante esperto e falava com um sotaque mexicano carregado.

Quando a situação apertava, Pepe Legal se transformava no El Kabong, uma óbvia imitação do Zorro. Ele se balançava numa corda e batia com um violão na cabeça dos bandidos.

Fora isso ainda tinha o Rafeiro, seu cachorro de estimação que ao comer uns biscoitos caninos fazia tudo que precisava (a parte engraçada é que o cachorro após comer o biscoito flutuava maravilhado).

Pepe Legal teve 3 temporadas, num total de 45 episódios e terminado em 1961.

Depois disso o personagem ainda apareceu em outros desenhos: A Turma do Zé Colméia, Os Ho-ho-límpicos, A Corrida Espacial do Zé Colméia, Samurai Jack e Johnny Bravo.

Pepe Legal também teve uma participação em, “Harvey Birdman, Attornye at Law”, onde foi preso por fazer sátiras políticas sobre armas norte-americanas com seu violão.

 

olho-vivo-faro-fino

Olho-Vivo e Faro-Fino – Snooper and Blabber – 1959

A dupla de detetives particulares fazia parte do segmento de Pepe Legal.

Olho-Vivo e Faro-Fino foram inspirados nos filmes e seriados de detetive e por isso usavam chapéu e sobretudo.

Eles tinham uma agência sendo convocados pra algum caso. Olho-Vivo era um gato que agia de forma destemida e era meio burro (mais na verdade se achava esperto).

Enquanto Faro-Fino era um rato que adorava seu chefe, mas era ele quem resolvia os problemas.

Foram produzidos 45 episódios, distribuídos em 3 temporadas e terminando em 1960.

Leao-da-montanha

Leão da Montanha – Snagglepuss – 1961

Surgiu como segmento do desenho citado acima e um detalhe interessante é que o Leão da Montanha apareceu como coadjuvante do Pepe Legal (agindo como vilão pra roubar uma ovelha).

Só pra constar, a popularidade do personagem cresceu após aparecer nas séries animadas: Bibo Pai e Bob Filho e Olho-Vivo e Faro-Fino.

O Leão da Montanha vivia numa caverna tentando deixar o lugar o mais agradável que pudesse. Infelizmente, ele era muito azarado, porque tudo que fazia acabava dando errado.

Ele agia de um modo elegante, citando Shakespeare de quem era fã e possuía uma cor rosada. Algo que lembrava outro personagem famoso A Pantera Cor-de-Rosa, porém a única diferença era o colarinho, punhos e a gravata borboleta.

Seu antagonista era o Major, um caçador baixinho que desejava levar a cabeça do leão pra sua sala de troféus.

O que eu mais lembro do Leão da Montanha era seu bordão: “saída, pela esquerda!” ou “saída, pela direita!” e também “Pelas barbas de Netuno!”.

O Leão da Montanha teve 32 episódios apresentados em duas temporadas e terminando em no mesmo ano no qual foi produzido.

Ficou sumido por dez anos só retornando como coadjuvante nos desenhos Arca do Zé Colméia, A Turma do Zé Colméia, Os Ho-ho-límpicos, Zé Colmeia e os Caça-Tesouros (e mais algumas participações especiais).

E pra fechar, recentemente a DC Comics trouxe uma reinterpretação do personagem mostrando como um “dramaturgo gótico gay sulista”.   Pra mim é muita preguiça, pois preferem mudar personagens antigos do que criar um totalmente novo.

Fim da primeira parte.

Fonte de Pesquisa: Blog do Ranger SombraMundo Hanna-BarberaInfanTVMofolândiaIllustration History e Wikipédia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s