Os Melhores do Mundo #19

jla-howard-porter

A Liga da Justiça na fase de Grant Morisson tem uma das melhores formações da equipe nos gibis pra mim. Já vi muitos comentários da época do satélite nos anos 70, mas nunca tive a chance de ler nada deste material.

Seria um bom momento pra Panini relançar algo relevante pra termos um conhecimento dessas histórias.

Continuando, em parceria com o escritor temos a arte de Howard Porter. Foi nessa fase que o Morcegão derrotou a raça dos marcianos brancos, houve uma repaginada na formação original em Ano Um e também destaco A Pedra da Eternidade.

Em Os Melhores do Mundo #19, temos uma nova formação da equipe. Além do Super-Homem Elétrico, Batman, Aquaman, Caçador de Marte, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde (Kyle Rayner) e Flash.

Foram incluídos: Aço, Caçadora, Homem-Borracha, Aztek e Zauriel (que era um anjo).

“Era Uma vez um Canalha…”, tem argumento de Morrison e desenhos de Arnie Jorgensen. Prometheus está contando sua história pro herói Retrô, pois seus pais eram ladrões que sempre estavam fugindo da justiça.

Até que morreram de forma violenta num cerco policial (algo que até me lembrou um pouco Bonnie and Clyde).

O Retrô era um rapaz sem poderes que havia ganho um concurso pra conhecer a Torre de Vigilância, da LJA que ficava na Lua. Só pra constar esse quartel-general da equipe é muito maneiro e era novo nesta época.

Pelo visto parece que Retrô menciona que ganhou do Wolverine e do Motoqueiro Fantasma (acho que foi uma homenagem pros personagens).

Então, Prometheus conta toda sua jornada por conhecimento entre aprender técnicas de combate, descoberta do reino místico de Shamballa e até seu nome retirado da mitologia grega.

Usando uma chave mística o vilão transporta Retrô pra um tipo de limbo, matando o rapaz e assumindo em seu lugar. A parte interessante é que através do seu capacete acabou copiando a origem e a forma de agir do rapaz.

A próxima aventura é “Camelot”, com roteiro de Grant Morrison e desenhos de Howard Porter.

Como referência ao mítico Rei Arthur a Camelot do título trata-se da equipe, pois há uma imensa mesa redonda pra reunião deles.

A Liga está aumentando sua equipe querendo uma rotatividade maior de heróis. Devido a presença do “Retrô” a Liga abre a Torre de Vigilância pra visita de vários reporteres.

Ajax está disfarçado de Clark e o verdadeiro Azulão recepciona os visitantes. Batman diante do monitor já estranha algo de diferente no herói convidado.

Durante a coletiva de imprensa, Prometheus disfarçado de Retrô começa seu plano de ataque (o primeiro a ter problemas foi Aço).

O vilão hackeia os computadores da Torre transmitindo dados pro seu capacete neural.

O segundo a cair foi o marciano, depois Zauriel e a Caçadora que lutou bravamente (afirmo que até o Homem-Morcego foi derrotado por Prometheus).

Então o restante da Liga fica sabendo que algo estranho está acontecendo.

A continuação veio na edição seguinte MM #20, “Prometheus á Solta”, novamente com argumento de Grant Morrison e desenho de Arnie Jorgensen.

Afim de destruir a LJA, o vilão continua derrubando um a um os heróis do grupo. Com o Lanterna Verde usa um inibidor de pensamentos e com o Flash espalha diversas bombas pra impedi-lo de correr.

Obviamente a LJA se recupera e providencia um contra-ataque ao vilão. Diante da derrota iminente, Prometeus se retira. E no limbo fica absorto pra tentar uma nova chance de derrotar a Liga da Justiça.

Antes da história terminar temos a chegada de Órion e Grande Barda, pois Táquion explica que a Terra se encontra num grande perigo e precisará destes heróis pra ajudá-los.

A premissa do vilão Prometheus foi realmente inteligente, pois através daquele capacete neural computadorizado. Ele é capaz de fazer praticamente qualquer coisa.

Só que a conclusão da história ficou fraquíssima servindo apenas pra mostrar os novos integrantes da LJA.

Há algum tempo atrás o Arqueiro Verde assassinou Prometheus tendo vários problemas em sua vida pessoal após esse crime.

Espero que tenham gostado.

Anúncios

Artista

z

Mro16

Quando surfo na web consigo encontrar desenhistas que merecem destaque com seu trabalho.

Nessas viagens geralmente fico no Deviantart e acabei encontrando Matthew Orders que usa o nick de Mro16.

Seu estilo é muito simples, mas ao mesmo tempo consegue destacar nas cores uma ambientação que impressiona pelos detalhes.

A forma como os personagens se apresentam seja na expressão facial ou fazendo alguma posição heroica são o destaque de sua arte.

Na galeria abaixo você irá encontrar: Mulher-Maravilha, Capitão América, Supergirl, She-Hulk, Poderosa, Mary Jane, Grande Barda entre outros personagens

Liga da Justiça: Outro Prego

Justice_League_Nail

Continuação da edição anterior, Justice League of America: Another Nail também foi uma trabalho da dupla Alan Davis responsável pela arte e roteiro e Mark Farmer que ficou com a arte-final.

Foi uma minissérie em três edições lançada pela Panini Comics, em 2005.

A história já começa de forma empolgante, pois devido aos acontecimentos da primeira aventura. Nova Gênese e Apokolips estão deflagrando uma guerra avassaladora.

Os Guardiões do Universo convocaram toda a Tropa dos Lanternas Verdes pra minimizar os problemas do holocausto, mas não adiantou nada.

Darkseid age de maneira implacável, porque quando o campo de força estava envolvendo a Terra (ele já estava pondo em prática seu plano nefasto).

Mais ao notar que sua derrota será iminente Darkseid utiliza a Sina Ômega, uma máquina de destruição vasta, suprema e de proporções inimagináveis.

A Sina Ômega é um tipo de ameba de energia e sua onda de explosão se torna tão abrangente que atingiria toda existência no Multiverso.

O Senhor Milagre e Grande Barda haviam sido capturados pelo Senhor de Apokolips e após ser torturado a exaustão por Desaad. Scott morre (deixando Barda enfurecida e inconsolável).

Mais o Senhor Milagre numa fuga incrível consegue esconder sua alma numa caixa materna e após Barda conseguir um anel de LV atua em conjunto com sua esposa.

Então, Hal, Barry e Ray após um ano começam a investigar os fatos acontecidos em Apokolips. Só ficamos sabendo que há algo sinistro acontecendo quando o Vingador Fantasma está agindo de sua forma enigmática.

Como não poderia deixa de acontecer a situação fica ainda pior, pois Batman ouve a risada do Coringa ameaçando-o. Selina até pensou que Bruce estava enlouquecendo, mas depois que o Desafiador surge assustado sabemos que até o plano astral estava sendo ameaçado.

Acompanhamos o Palhaço do Crime retornando do Tártaro e temos o confronto definitivo dele contra o Morcegóide.

Outro aspecto importante  desta história é que também destaca vários personagens da editora como: Orquídea Negra, Rastejante, Rapina e Columba, Nuclear, Halo, Etrigan, Sindicato do Crime entre outros.

Tanto a Patrulha do Destino, quanto os Renegados novamente desempenham uma importante função na trama.

Bom, apesar de eu particularmente não gostar mais das crises da editora. Notamos que há uma enorme crise temporal desestabilizando tudo.

Vemos isso quando Diana e Arthur vão parar na época dos dinossauros. E também quando Barry e Ray fogem do Sindicato do Crime através do Multiverso que está com problemas em todas as suas realidades.

Mais não tenho como negar que a maneira de como vemos isso acontecendo é empolgante.

A parte engraçada foi quando Martha tentou arranjar um disfarce pro Clark, pois estava diferentão. Só que Lois chegou e deu aquele visual que estamos acostumados a vê-lo. Mesmo diante de tantos problemas o relacionamento entre eles rola.

Aqui presenciamos o Superman realmente aceitar as características marcantes que simboliza e o definem a verdade, justiça e também a esperança.

Mais quem rouba cena é Oliver Queen que estava quase morrendo e faz algo surpreendente (que obviamente não vou contar).

Como na edição anterior a arte de Alan Davis consegue contribuir bastante com nossa leitura. Sua participação no roteiro foi eficiente prendendo minha atenção até a última  página.

Sem sombra de dúvidas sua arte de unir diversos heróis na página me lembrou muito George Pérez (mais a melhor parte é que faz isso com seu próprio estilo).

Quero acrescetar que as cores de John Kalisz mantém o excelente nível da edição anterior.

Liga da Justiça da América: Outro Prego é uma história tão boa que ao chegar no final deixa aquela nítida sensação de querer mais e mais e mais. Fazendo-nos não querer nunca sair daquela aventura incrível.

Até o próximo texto.

 

 

 

 

 

 

Superalmanaque DC n° 1 – Origens Secretas

superalmanaque-dc

É uma edição do final da década de 80 que também ajudou a mostrar a origem de alguns personagens da editora no Pós-Crise.

Nela poderemos encontrar histórias sobre: Wally West, Barry Allen, Liga da Justiça, Gladiador Dourado, Senhor Milagre e Oberon, Capitão Átomo e Morcego Humano.

Conheça essas histórias ou relembre delas agora

kid-flash-wally-west

Flash III

A primeira aventura, “Enterre os Mortos”, conta a história de Wally West com arte de Mike Collins e argumento de William Messner-Loebs.

Wally é sobrinho de Barry e ganhou seus poderes do mesmo jeito que seu herói preferido. Então resolveu adotar uma variação de seu uniforme e assumiu o nome de Kid Flash participando da Turma Titã (e o resto virou história).

Após a traumática morte de seu tio, amigo e mentor,Wally estava fazendo tratamento com um psicólogo e ficamos sabendo de seus piores traumas e também o pesado fardo que é ostentar o manto vermelho do Flash.

A história finaliza com o excelente poema “Se”, de Rudyard Kipling.

Flash II

A segunda história, “O Mistério do Raio Humano parte I”, é uma homenagem ao surgimento do Flash II. Mostrando argumento de Robert Loren Fleming e arte do lendário Carmine Infantino, o mesmo artista que desenhou o Velocista Escarlate em seu surgimento na Era de Prata.

Seu estilo é considerado um dos melhores de todos os tempos com Barry, justamente, oor “impor” velocidade em sua arte. A origem de Barry, um cientista forense na polícia, o acidente que lhe conferiu seus poderes e sua infância como fã de Joel Ciclone (Flash I) que existia somente nos gibis.

Só pra constar na excelente série televisiva The Flash, o ator Teddy Sears está interpretando o Cometa Escarlate durante a segunda temporada.

Voltando, um detalhe interessante é que o raio conversa com Barry dando-lhe a escolha de seguir uma vida normal ou ganhar supervelocidade para salvar Íris West, é claro que ele aceita.

Após salva-la e deter os bandidos vemos a síntese do “Homem Mais Rápido do Mundo!”.

Na continuação, “O Mistério do Raio Humano parte 2, temos a famosa Galeria dos Vilões formada por Capitão Bumerangue, Flautista, Onda Térmica, Capitão Frio, Peão e Mestre dos Espelhos.

Depois de libertar o Mago do Tempo a galeria resolveu usar um raio vivo pra combater o herói (lembrando que a maioria destes vilõesjá ganhou uma versão no seriado televisivo).

Enquanto o herói tentava se livrar a galeria estava destruindo o Museu do Flash, mas o Velocista Escarlate descobriu que o inimigo atacava apenas seu uniforme.

Então, usando sua supervelocidade veste diversos uniformes na galeria que logo são capturados.

Em, “O Mistério do Raio Vivo parte 3”, o Flash reclama dos discurdos dos vilões: Trapaceiro, Abracadabra, Grood, Zoom e também do Antimonitor. Nos conectando a crise dos anos 80, a destruição da máquina na qual estava preso e a sua morte. E de uma forma impressionante transformando-se no mesmo raio que lhe concedeu seus poderes.

É uma óbvia homenagem a uma época mais inocente, pois demonstra que Barry não havia realmente morrido. Sua vida tinha voltado pro começo (tipo um eterno ciclo de morte e recomeço).

Só que Barry ficou morto por alguns anos, mas retornou como a maioria dos heróis fazem atualmente.

jla-secret-origins

Liga da Justiça da América

Nesta aventura temos arte de de Eric Shanower, trama de Keith Giffen e história de Gardner Fox. Aqui além do momento Pós-Crise temos também conectada a origem da equipe a minissérie Lendas.

Lembrando que Kal, Bruce e Diana haviam sido retirados da formação da LJA. Sendo que aqui tivemos tivemos: Ajax, Aquaman, Canário Negro, Lanterna Verde (Hal Jordan) e Flash (Barry Allen).

O grupo se uniu para enfrentar os sete apellaxianos que decidiram tornar a Terra num campo de batalha para descobrir quem lideraria seu planeta natal.

O Caçador enfrenta umser de madeira, Arthur outro de mercúrio, Dinah, um feito de vidro,Hal, um pássaro amarelo e Barry, um feito de fogo.

Um alien feito de madeira prende a todos, mas agindo como equipe acabam derrotando-o. Quando partem pra Antártida, o Azulão havia destruído o último.

O Flash decide formar a equipe e há a sugestão de Sociedade da Justiça 2 e até mesmo Os Vingadores (suponho que talvez seja uma homenagem pro grupo da Marvel). E aqui temos a noção que a Liga se uniu não apenas pra ser um grupo, mas também para serem amigos.

gladiador-dourado

Gladiador Dourado

“A Origem do Gladiador Dourado”, teve argumento e arte de Dan Jurgens. O herói ficou famoso na LJI por fazer uma impagável e muito engraçada dupla com o Besouro Azul (Ted Kord).

Ted estava levando o lixo pra fora e reclamando mais pra piorar escorrega deixando tudo cair no chão (e o Gladiador tira onda da cara dele).

Então Ted entra no quarto do Gladiador encontrando um monte de brinquedos pra vender relacionados a Liga.

Logo, Michael Jon Cartey conta sua história vindo do futuro distante no qual era um jogador de futbebol americano na faculdade. Sua mãe estava doente e precisando de grana pra tratamento.

Ele então decide vender o jogo, passando a fazer isso diversas vezes até ficar rico e ser preso por causa das falcatruas. Após ser expulso da faculdade e cumprir pena, foi morar em Metrópolis trabalhando como vigia noturno do museu.

Deslumbrado com a vida dos heróis no séc. XX e disposto a reconquistar sua fama e fortuna perdida. Roubou alguns itens como: uniforme que lhe concedia força sobre-humana, cápsulas de energia, cinto com campo de força, um anel de voo da LSH, um esfera do  tempo e o computador voador conhecido como Skits.

Quando ainda estava contando sua história, Ajax entrou no quarto e mandou devolver aquela quinquilharia (senão contaria tudo pro Batman).

Mesmo na época da Liga Cômica nunca gostei muito do Gladiador, justamente, por essa sua obssessão pra ganhar fama e dinheiro.  Mais no episódio da série animada da Liga, “A Maior História Jamais Contada”, temos uma divertidíssima aventura sua.

No episódio “Booster”, do seriado televisivo Smallville, o herói foi interpretado pelo ator Eric Martsolf.

Recentemente rolou na web que a Warner Bros. planeja adaptar pras telonas a dupla Gladiador Dourado e Besouro Azul num clima cômico.

Bom, se irá realmente acontecer só o tempo vai dizer (e se vier com o clima engraçadíssimo da dupla nos gibis será uma ótima ideia).

mister-miracle-secret-origins

Oberon e Scott

A aventura, “Escapismo”, tem argumento de Mike Carlin e arte do lendário Don Heck.

Durante uma apresentação na qual como sempre desafia a morte, o Senhor Milagre se lembra do passado. Scott cresceu em Apokolips por causa do tratado de paz com Nova Gênese, sendo criado de forma cruel pela Vovó Bondade.

Enquanto isso ao mesmo tempo, Oberon lembrava do seu infortúnio de ter perdido sua família quando criança. Ele  creceu num circo sofrendo diversas agruras por ser orfão.

Ainda no passado, Scott após ajudar alguns homens a fugir foi espancado, mas obteve ensinamento de Metron e também de Himon.

Na Terra, Oberon conquistou a amizade de Thaddeus Brown, o primeiro Senhor Milagre. Unindo-se a ele na empreitada de resgatar seu filho. Infelizmente, algum tempo depois, Thaddeus é assassinado pelo vilão Mão de Aço.

Enquanto, Scott após conhecer a belíssima Grande Barda foge em sua companhia pro nosso planeta. Scott assume o manto de Senhor Milagre e Oberon prepara as armadilhas pra que possa escapar.

O Senhor Milagre, Barda e Oberon entraram pra Liga da Justiça Internacional, no entanto a parte mais importante é que agem como uma família.

Essa história ficou muito confusa, pois intercala a cada momento o passado de Oberon e Scott deixando-nos perdidos.

Só pra constar na série animada da Liga temos “Laços que Prendem”, é um ótimo episódio em que Oberon foi sequestrado pela Vovó Bondade. Então Scott e Barda vão solicitar o auxílio do Azulão pra resgata-lo, mas quem se prontifica pra ajudar é o Flash.

Fim da primeira parte.