DC Comics Heroes – Terceira Parte

forever-people-jack-kirby

Povo do Amanhã – Forever People

Foram criados por Jack Kiby e surgiram na edição Forever People #1, em 1971.

Também conhecidos como Povo da Eternidade foram 5 crianças terrestres criados pelo Pai Celestial, em Nova Gênese.

Como curiosidade cada um deles sobreviveu a um acidente na Terra e desenvolveram poderes magníficos em NG.

O Povo da Eternidade é formado por: Mark Moonrider, líder deles, possui o Toque de Megaton que consiste em desferir rajadas de energia e dar socos energéticos.

Bela Sonhadora (ou Belos Sonhos e Sonhadora) possui o dom da telepatia, ler mentes, extrair lembranças e criar ilusões. Em algumas aventuras foi casada com Grande Urso, mas depois do retcon desfizeram o enlace.

Vikin, o negro é o portador da Caixa-materna do grupo (possui uma enorme habilidade com máquinas). Além disso exibe poderes magnéticos e pode discernir as substâncias fundamentais de qualquer matéria, rastreia seres e objetos apenas seguindo o rastro de seus átomos.

Grande Urso é o mais forte de todos e pilota o Superciclo (o transporte da equipe).

O Superciclo pode ficar intangível (mesmo com seus passageiros dentro em movimento). Voa, dispara rajadas e possui campo de força.

Possui um mini-computador que lhe permite se auto-pilotar, é capaz de ficar invisível pra qualquer sentido e Grande Urso usa um rádio pra controlá-la quando estiver longe.

Na primeira aventura da Justiça Jovem encontram um Superciclo similar ao usado pelo Povo da Eternidade.

Continuando, Serifan possui o dom da telepatia, no entanto quase não usa (se veste como cowboy, pois adora o  velho oeste).

Utiliza revolveres com cartuchos cósmicos usando-os como munição. Sua arma pssui efeitos variados como manipulação da gravidade, rajadas, campos de força, e pode até entrar em harmonia cósmica com A Fonte.

Homem Infinito é um super-herói misterioso que troca de lugar com o Povo do Amanhã através da caixa materna convocando-o ao dizer a palavra “Taaru”.

O Homem Infinito demonstra ter telecinésia, controle magnético, transmutação, disparo de rajadas energéticas, intangibilidade, força e resistência fora do comum.

O herói ainda partilha de toda memória conjunta dos integrantes do Povo da Eternidade.

Um detalhe importante é que o Azulão conheceu o Povo do Amanhã pela primeira vez na edição citada no início do texto (na década de 70).

Mais em 2002, no gibi DC Millenium # 5 temos a aventura “Os Deuses em Si” com arte e roteiro de John Byrne que revisita o primeiro encontro deles.

Na redação do Planeta Diário Jimmy conta pro Clark que seus amigos haviam encontrado o Povo do Amanhã. E agindo como Super-Homem verifica sobre eles e suas supercidade.

Os Gravi-guardas são enviados por Darkseid que atacam o herói recebendo ajuda dos rapazes que se transforma no Homem Infinito. A intenção é resgatar Bela Sonhadora, pois o vilão havia raptado a moça anseando descobrir através dela a Equação Anti-Vida.

É uma aventura muito curta, porém interessante. Além de revisitar a história original, Byrne também coloca elementos do Super no período de descobertas sobre sua herança alienígena (fase da reformulação feita pelo artista).

Nessa edição ainda temos “A Origem de Darkseid” que já fiz um texto sobre o tirano, Supergirl & Batgirl: As Melhores do Mundo que também já comentei há algum tempo atrás.

E por último uma historinha ruim do Impulso enfrentando Gridlock, um vilão pançudo que consegue roubar energia cinética.

Lembrei que em Justiça Jovem, durante a primeira temporada temos o episódio “Desorientados”.

Nele vemos o Povo da Eternidade agindo em nosso planeta. E depois acabam recebendo ajuda do Superboy para recuperar objetos roubados de Apokolips, pois Desaad estava agindo com a Intergang.

Os jovens de Nova Gênese convocam o Homem-Infinito mais nessa versão ficou parecendo mais um robô do que aquele personagem que vemos nos quadrinhos.

Só pra constar, a esfera que vivia seguindo o Garoto de Aço é o Superciclo que ressurgiu na edição Os Melhores do Mundo # 31, em 2000.

Neste gibi temos a nova formação da Justiça Jovem (Robin, Superboy e Impulso) que também posteriormente serviu pra uma nova equipe dos Titãs.

O trio descobre o Monte da Justiça, ex-QG da Liga que estava abandonado e encontra o Tornado Vermelho (gostei dessas aventuras, porque eram bastante divertidas).

Pra fechar no mesmo episódio citado não sei por qual motivo o nome do Superciclo foi rebatizado pra Super Máquina.

metal-men

Homens Metálicos – Metal Men

Foram criados por Robert Kanigher e Ross Andru surgindo pela primeira vez na edição Showcase # 37, em 1962.

Sob a tutela do famoso F. U. Turo, o dr. Will Magnus transformou-se na principal autoridade em elemântica, um tipo de síntese química com robótica.

Sua contribuição destacou-se ao inventar o responsômetro, um microcomputador que pode animar metais puros (dando-lhes a capacidade de pensamentos próprios).

Então, cada um dos Homens Metálicos possui poderes que correspondem a suas propriedades químicas, mas também personalidades equivalentes (e podem mudar do estado sólido pro líquido).

Os Homens Metálicos são: Ouro que é o líder da equipe, inteligente e analítico (pode se esticar por vários metros), Platina ou Tina, pode se esticar, achatar ou girar em filamentos pequenos (demonstra ter uma queda pelo Batman).

Ferro é o mais forte de todos. Tem um temperamento amigável e pode se transformar numa forma variada de objetos conforme houver necessidade, Chumbo é muito lento pra pensar, mas pode bloquear radiação nociva (algo bastante útil pra equipe), Mercúrio tem a capacidade de derreter e passar por pequenos ambientes (é egoísta e orgulhoso).

E por último temos Zinco é o mais engraçado de todos e também o mais fraco deles. Gagueja ao falar, no entanto está sempre disposto a se arriscar pra ajudar quem precisa.

Geralmente nas aventuras dos Homens Metálicos defendem nosso planeta de ameaças surgidas através da ciência. Infelizmente eles sempre acabam se sacrificando e sendo destruídos.

Mais Will aproveita seus responsômetros pra reconstruí-los (fazendo isso centenas de vezes).

Além de terem participado de várias edições da editora ao longo dos anos. Lembro que os Homens Metálicos fizeram participações em DC Um Milhão e Liga da Justiça: Ano Um.
Eu não sei afirmar quando isso aconteceu, mas o Doutor Magnus tranforma-se na forma metálica de Verídium.

Como sempre na série animada, Batman: Os Bravos e Destemidos temos uma participação do grupo no episódio “Clash of the Metal Men!“, ajudando o Homem-Morcego a deter Chemo, o principal inimigo da equipe.

jonah-hex

Jonah Hex

O pistoleiro foi criado por John Albano e Tony DeZuniga surgindo pela primeira vez na edição All-Star Western #10, em 1972.

Johan é um caçador de recompensas que tem uma parte do rosto deformada preferindo se afastar do resto das pessoas. Geralmente se apresenta usando um uniforme dos soldados confederados (que perderam a Guerra Civil Americana).

Hex é filho de prostituta, luta contra o alcoolismo, viajou por toda América e chegou até na China. Foi casado e teve um filho.

Seu rosto foi desfigurado por um chefe Apache, que usou uma machadinha em brasa por ter quebrado uma lei da tribo que não permitia uma arma diferente quando se fosse lutar. Usou uma faca quando só era permitido a machadinha.

A punição imposta pelo chefe era só pra mostrar a todos que Hex tinha personalidade dúbia (metade bom e metade perverso).

O pior inimigo do anti-herói é Quentin Turnbull, pai de Jeb Turnbull (melhor amigo de Hex). Quentin culpou Jonah pela morte do filho durante a Guerra Civil.

Como vingança Quentin se denomina Camaleão, usando diversos disfarces perseguindo Hex. Outro inimigo é El Papagayo, um bandido mexicano.

Depois da Crise nos anos 80, Jonah foi enviado pro futuro tendo que viver numa realidade apocalíptica (inspirada no filme Mad Max 2).

Eu acompanhei essas aventuras e gostei muito desta fase do personagem.

A primeira aparição do herói foi na série animada do Morcegão da década de 90. Era uma aventura que misturava passado e presente, pois Hex já idoso enfrentou Ra’s Al Ghul, em 1883. Depois foi a vez da Dupla Dinâmica combater o vilão “nos dias atuais”.

Hex também apareceu no episódio duplo “Era Uma Vez Pelo Tempo”, da Liga da Justiça Sem Limites.

O curta de animação DC Showcase: Jonah Hex foi lançado em 2010 e na trama estamos no Velho Oeste. O caçador de recompensas se depara com um problema quando estava investigando um fugitivo.

Na telona tivemos o filme Jonah Hex (2010), no qual Josh Brolin interpreta o herói. Nesta adaptação Jonah quase morreu nas mãos de Quentin Turnbull (John Malkovich), no entanto retorna pra se vingar (utilizando poderes sobrenaturais).

É um filme de faroeste com boas cenas de ação, atuações convincentes, mas não há nada de especial nele. Pra mim poderia ter sido melhor aproveitado, pois o personagem não é bem conhecido pela maioria das pessoas (que não lê gibis).

Como não poderia deixar de ser em Batman: Os Bravos e Destemidos também temos uma participação de Jonah Hex. Foi no episódio “Return of the Fearsome Fangs!”.

Depois no seriado DC’s Legends of Tomorrow, Hex foi interpretado pelo ator Jonathan Schaech. Rip Hunter (Arthur Darvill) visitou o passado indo pra Salvation, em 1871. Fugindo dos mestres do tempo que haviam se aliado com Vandal Savage, seu pior inimigo.

linear_men

Homens Lineares – Linear Men

Eles surgiram pela primeira vez em Adventures of Superman # 476, em  1991.

É uma equipe de cientistas formada por homens e mulheres que monitoram o fluxo do tempo. A intenção deles é manter o equilíbrio da linha temporal de todo universo.

Sua base está situada no Ponto de Fuga, uma fortaleza flutuante situada fora do espaço e do tempo.

A parte interessante é que esta base existe no último momento possível no universo (o último nanossegundo antes do final dos tempos).

Devido as diversas viagens temporais que causam muito estresse, partes dos corpos dos integrantes da equipe foram substituídos por membros cibernéticos.

A equipe dos Homens Lineares é formada por: Matthew Ryder (líder e fundador), Tempus (uma versão alternativa de Matthew Ryder), a realidade na qual ele cresceu  era governada pelo ditador Monarca.

Sendo um cientista que estudava o tempo decidiu impedir que o déspota surgisse. Quando viajou no tempo pra matar o vilão, Ryder foi transformado numa criatura que pode cavalgar o fluxo cronológico sendo conhecido como Tempus.

Na equipe ainda temos Travis O’Connell, um aventureiro, Liri Lee, uma arquivista e Ripley “Rip” Hunter, um pesquisador.

Atualmente no seriado DC’s Legends of Tomorrow, Rip Hunter é interpretado por Arthur Darvill.

Mais o ator é reconhecido por sua participação em Doctor Who como Rory Williams.

Em Lendas do Amanhã o Capitão Rip Hunter é um Mestre do Tempo teve sua família assassinada por Vandal Savage (Casper Crump). Como o maluco quer destruir toda humanidade, Hunter convoca uma equipe formada por heróis e vilões pra mata-lo.

Relembre da segunda parte aqui.

 

Anúncios

The Flash – Personagens – Segunda Parte

danielle_panabaker_killer_frost

A segunda temporada do seriado do Flash veio pra consolidar o sucesso que presenciamos anteriormente.

Então confira meus comentários sobre as diferenças dos personagens dos quadrinhos e da telinha.

A Dra. Caitlin Snow (Danielle Panabaker), é uma bioengenheira do Star Labs. Snow era noiva e se casou com Ronnie Raymmond que por sua vez unindo-se ao ao professor Martin Stein formam o Nuclear (Firestorm, no original).

crystal-frost-Killer_Frost_01

Nos gibis Catlin Snow é a atual vilã Nevasca (Killer Frost), mas outras mulheres já usaram esse codinome. A primeira foi Crystal Frost, uma cientista apaixonada pelo professor Martin Stein.

Após saber que o sentimento não era recíproco decidiu trabalhar num prjeto no Ártico. Infelizmente acabou se trancando numa câmara fria sendo transformada e capaz de absorver calor de seres vivos (projetando frio e gelo).

Nevasca tornou-se inimiga do Nuclear enfrentando-o diversas vezes e acabou morrendo ao tentar absorver muita energia do herói.

A segunda Nevasca foi a Dra. Louise Lincoln que era amiga de Crystal Frost. Quando sua amiga morreu decidiu fazer a mesma experiência consigo mesma.

Era um tipo de homenagem pra sua mentora, porém tornou-se cruel e fria partindo com uma vingança pessoal contra o Nuclear (culpando-o pela morte de Crystal).

A segunda Nevasca participou do Esquadrão Suicida e se eu não me engano é ela quem  estava na excelente animação Batman: Ataque ao Arkham.

Surgida durante o reboot dos Novos 52 temos a terceira Nevasca que foi Loren Fontier.

Nesta versão Jason Rusch e Ronnie Raymond são colegas de escola e ganham seus poderes ao mesmo tempo. Mais uma célula terrorista ataca a escola e nesse grupo está Loren Fontier que estava decidida a mata-los (para conseguir a Matrix do Nuclear).

Quando ela estava presters a extermina-los ambos se unem formando o herói, porém houve uma explosão. E descobrimos que Loren foi transformada em Nevasca.

Catlin Snow é a quarta mulher a usar o codinome de Nevasca. Catlin era uma cientista dos Laboratórios Star que havia sido enviada pro Ártico num posto de pesquisas. Ela estava trabalhando num motor termodinâmico, mas Agentes da C.O.L.M.E.I.A se infiltraram no laboratório tentando matar a doutora jogando-a no motor.

Só que se corpo se fundiu ao gelo transformado-a num tipo de “vampira de calor”, Snow matou todos os agentes e saiu em busca de outras fontes para se aquecer.

Nevasca acabou descobrindo que os poderes do Nuclear poderiam curar sua ansia por calor, no entanto quando ele foi dado como morto pelo Sindicato do Crime perdeu suas esperanças de ser curada.

Quero ver como irão mostrar a transformação de Catlin no seriado em Nevasca?

E pra fechar no excelente episódio da Liga Sem Limites, “Em Outras Terras”, temos a história do Príncipe Viking. Seu navio foi encontrado numa geleira e a Diana estava lá participando de uma reunião da ONU.

Destaco a participação da Nevasca e também do Caçador de Marte que tenta compreender a humanidade e deixa a Liga por algum tempo.

Nuclear-Dc-Comics

Só pra constar devo comentar também que no seriado tivemos uma versão do Nuclear (Firestorm, no original). Interpretado pela fusão da dupla Ronnie Rammond (Robbie Amell) e Dr. Martin Stein (Victor Garber).

Nos gibis a primeira versão do herói de fogo também era formado por eles. Ronnie era um estudante e Stein Prêmio Nobel de Física e ambos foram pegos num acidente nuclear que lhes concedeu a capacidade de se fundirem no herói.

A parte interessante é que a personalidade de Ronnie se sobresaia sobre o professor que servia como uma voz da razão na mente do Nuclear (algo que foi mostrado na série).

Além de poder voar, o Nuclear possui força fora do comum e a incrível capacidade de controlar a matéria transformando-a em qualquer coisa que quiser.

Na última versão do clássico desenho dos Super Amigos seu nome ficou conhecido como Tempestade.

Quase no final da década de 80, o Nuclear foi reescrito como um “Elemental do Fogo” (tipo o Monstro do Pântano que é Elemental do Verde).

Ao longo dos anos houveram algumas mudanças como a fusão de Ronnie com Mikhail Denisovitch Arkadin, um russo. Porém depois mudaram novamente seus status quo pro normal.

Durante a ótima Crise de Identidade, Ronnie foi  transpassado por uma espada mágica explodindo. Então sua energia fundiu-se a Jason Rusch que transformou-se no novo Nuclear. A grande diferença é que agora pode se fundir com qualquer pessoa e Ronnie está apenas como espírito dentro do herói.

Na telinha após o sumiço de Raymond o professor estava morrendo e o pessoal do Star procurou uma outra pessoa que pudesse formar o herói.

Jay Jackson (Franz Drameh), um ex-atleta do colégio que sofreu um grave ferimento e pra sobreviver trabalha como mecânico faz parte do novo alter-ego do Nuclear.

jesse-quick

E realmente pra fechar nesta segunda temporada o Dr.Wells teve sua filha sequestrada pelo Zoom.

Seu nome é Jesse Quick (Violett Beane), porém nos quadrinhos Jesse Chambers é uma velocista. Filha dos heróis Johnny Quick e Liberty Belle ambos da Era de Ouro (ela tem os poderes de ambos).

Jesse Quick usa a fórmula de seu pai para ganhar super velocidade (3×2 (9yz) 4a). Se eu não me engano é uma velocista que pode voar. Durante algum tempo, Jesse adotou o codinome de sua mãe Liberte Belle II. Ela já participou das equipes Sociedade da Justiça, Novos Titãs e Liga da Justiça.

Vamos esperar pra saber se a versão da heroína no seriado irá ganhar ou não superpoderes?

Quanto a Mulher Gavião (Ciara Renée) e o Gavião Negro (Peter Francis James) foi muito empolgante ver como aproveitaram a história deles na telinha. No entanto já fiz  postagens sobre os campeões alados há algum tempo atrás.

A participação do Gavião e da Mulher Gavião no crossover entre The Flash e Arrow irá futuramente culminar na série Legends of Tomorrow.

Quero acrescentar que já promete pela presença de Rip Hunter, um viajante do tempo que nos gibis participa do grupo Homens Lineares.

Na série Hunter formará uma equipe mista entre heróis e vilões para deter Vandal Savage que almeja destruir o próprio tempo.

Relembre aqui da primeira parte.

Se gostou deixe algum comentário, mas se não gostou deixe um comentário também.