Scooby-Doo – Última Parte

scooby-doo-apocalypse

No ano passado a DC Comics anunciou que traria uma linha de gibis reinventando os personagens clássicos da Hanna-Barbera.

Tivemos Future Quest escrita por Jeff Parker e com arte de Evan “Doc” Shaner numa aventura reunindo os heróis: Jonny Quest, Homem-Pássaro, Space Ghost e Frankenstein Jr.

Os Flinststones por Amanda Conner e Mark Russell trazendo novos elementos pra família de Bedrock, Corrida Maluca num estilo louco inspirado em Mad Max e também Scooby-Doo.

Scooby Apocalypse tem roteiro de Keith Giffen e arte de Jim Lee. Na trama a galera está num mundo infectado por nanites que transforma as pessoas em mutantes. Então a Mistério S.A. terá que enfrentar seus medos pra encontar uma cura evitando que haja um apocalipse total.

Chega de enrolação e vamos ao que interessa

shaggy

Salsicha e Scooby-Doo Atrás das Pistas – Salsicha e Scooby-Doo Get A Clue! – 2006

Foi a última série animada com participação de Joseph Barbera. Os personagens foram redesenhados pra ficarem parecidos com suas versões cinematográficas (e pra mim estavam estranhos).

Na trama, Salsicha é muito rico, pois tornou-se herdeiro do tio Albert Shaggleford (que está desaparecido).

Aproveitando sua herança em diversas aventuras ao lado de Scooby. Ele precisa enfrentar o Dr. Phibes Phineus que parece ser culpado no sumiço de seu tio que era inventor.

O vilão recebe auxilio do Dr. Trebla e seus lacaios pra que possam concretizar suas intenções.

Nos episódios a dupla usa a Máquina de Mistérios que devido a uma mudança tecnológica pode se transformar em vários veículos diferentes (alguém se lembrou de Charlie Chan?).

Podemos notar também que Velma, Fred e Daphne aparecem pouco, porque só de vez em quando ajudam em alguns casos. A intenção é óbvia pra dar destaque pro Salsicha que ficou um pouco mais intréprido.

Essa versão ficou chata e muito sem graça, pois não chamou minha atenção e pra piorar aquele vilão era muito ridículo.

Foram produzidas apenas 2 temporadas, resultando num total de 26 episódios e terminado em 2008.

WP_final_logo_color_solid_cmyk

Scooby-Doo! O Mistério Começa – Scooby-Doo! The Mystery Begins – 2009

Na trama ficamos sabendo a origem da Mistério S.A. e como se conheceram.

Neste filme a galera mora na cidade de Vila Legal (Coolsvile) e a confusão começa no ônibus escolar. Quando os adolescentes Fred (Robbie Amell) atleta do time de futebol americano, Daphne (Kate Melton) pertencente ao grupo de teatro, Velma (Hayley Kiyoko), estudante de ciências e o desajeitado Salsicha são mandados pra detenção.

Devido ao surgimento de fantasmas no colégio e sendo culpados pela confusão que aconteceu lá, os jovens decidem se unir pra resolver o mistério (e também limpar sua barra).

Não vou mentir, porque se a versão anterior já era até meio que razoável, infelizmente aqui caiu de vez ladeira abaixo.

Gostei mesmo da Máquina de Mistérios mostrando como surgiu, porém a caracterização dos personagens ficou péssima. E o Scooby digital está mais falso ainda, no entanto a história até poderia funcionar mais o baixo orçamento pôs tudo a perder.

scooby_doo_mystery_incorporated

Scooby-Doo Mistério S/A. – Scooby-Doo! Mistério Incorporated – 2010

É a melhor versão do personagem feita em décadas (e uma das minhas preferidas). Há muitas reviravoltas, conflitos e descobertas sensacionais nesse desenho.

Podemos perceber uma imensa semelhança da turma com suas versões originais, porém temos um destaque de tecnologia atual.

Dizem as lendas que esse desenho da Mistério S/A surgiu inspirada nos filmes de terror (tendo até referências também de seriados, cultura pop e HP Lovecraft).

A intenção é vermos a turma recomeçando. Além daquele desenho chato do Pequeno Scooby se não me falha a memória é a segunda vez que mostram os familiares dos personagens.

A família de todos tem participações importantes durante os episódios. O aspecto mais interessante dessa versão é podermos ver os relacionamentos na escola, vizinhos entre outros lugares.

Estamos na Baía Cristal (Crystal Cove) famoso por ser o “lugar mais aterrorizado da terra”. A cidade prospera no turismo através de fantasmas, desaparecimentos de pessoas e outros monstros. O pai de Fred é o prefeito e adora lucrar sobre isso não é atoa que fica chateado quando a turma resolve o caso.

Desta vez as aventuras não terminam num único episódio, pois são interligadas formando uma trama mais intrincada.

Um fato importante é que a Mistério S/A nunca foi somente formada pela turma que conhecemos, pois houveram diversas outras formações anteriores.

Além da Mistério S/A anterior dando problemas através do sinistro Professor Pericles, a nossa turma tinha que descobrir tudo sobre o disco planisférico (devido a um tesouro amaldiçoado que há embaixo da cidade).

Cada parte da solução do enigma era contado pelo Sr. E que deixava pontas soltas e a turma tinha que se desdobrar pra resolver.

Gostei muito do desenvolvimentos dos personagens tanto dos principais, pois Daphne e Fred resolveram assumir sua relação. Quanto dos secundários com o Sheriff Stone medroso e neurótico pra caramba, seu caso de amor com a Prefeita Nettles e a até a suposta participação de Gwen Stacy (como a doida Alice May).

Também posso destacar Angel Dynamite a DJ que pertencia a Mistério S/A anterior devido sua afinidade com grupo acaba ajudandos quando necessário.

Pra mim a melhor parte nisso tudo é que homenagearam outros desenhos como: Speed Buggy, Capitão Caverna, Tutubarão, Fantasminha Legal, Johnny Quest!, Vincent Van Doido, Dinamite, o Bionicão, Scooby-Loo (entre vários outros).

Foram apresentados 52 episódios de Scooby-Doo Mistério S/A, divididos em duas temporadas e terminando em 2013.

Scooby-Doo! A Maldiçao do Monstro do Lago

Scooby-Doo! A Maldição do Monstro do Lago – Scooby-Doo! Curse of the Lake Monster – 2010

Neste filme a galera está de férias indo trabalhar temporariamente durante o verão.

É no hotel que presenciam alguns acontecimentos misteriosos, pois há uma lenda sobre o lago local (e também descobrem sobre a malvada bruxa Vanda Grubwort).

Além do mistério das pedras preciosas, Daphne tenta demosntra seus sentimentos por Fred e Salsicha acaba se apaixonando por Velma. O relacionamento de Fred e Daphne sempre foi algo normal pra mim, mas Salsicha não tem nada a ver com Velma (só forçaram a barra e ficou ridículo).

Não sei porque insistiram em mais um filme, pois os efeitos especiais ficaram fraquíssimos e o filme é pior ainda.

be-cool-scooby-doo

Que Legal, Scooby-Doo! – Be Cool, Scooby-Doo! – 2015

Por enquanto é a mais atual versão do cão medroso. Veio na moda de redesenhar personagens clássicos como foi feito com Wabbit (Pernalonga) e O Show de Tom e Jerry.

A intenção dessa mudar é termos algo mais pro estilo de comédia, pois o romantismo e clima de terror da versão anterior foi deixado pra trás.

Na trama os adolescentes após terminarem o colégio resolvem viajar. E a procura de aventura encontram diversão em diversos lugares usando a Máquina do Mistério.

Na verdade além na mudança visual houve uma também uma diferença da personalidade de Fred faz as armadilhas e não tem foco, Daphne ficou menos preocupada com sua imagem (agindo de maneira bem estranha) e Velma continua inteligente, porém está mais irritada. Só a dupla Sasicha e Scooby mantiveram-se os mesmos.

O desenho não fez muito sucesso, pois foi produzida apenas um temporada com 31 episódios. Mais até agora não li na web se haverá uma segunda.

Só pra constar, ao longo das décadas Scooby-Doo tem angariado milhares de fãs e podemos notar algumas homenagens feitas pra ele.

Nos desenhos: Padrinhos Mágicos, Johnny Test, Harvey, o Advogado, Yin Yang e Yo, Johnny Bravo e Os Jovens Titãs em Ação (entre vários outros).

Bom, lembrei que ainda não comentei sobre a banda de rock Hex Girls que fazem diversas aparições nos desenhos do Scooby.

A última foi vista em Scooby-Doo Mistério S.A. suas integrantes são: Thorn (líder, vocalista e guitarrista), Dusk (baterista) e Luna (tecladista).

scoobydoo-teamup

Pra realmente fechar Scooby-Doo Team-Up é uma série de gibis nos quais a turma resolve mistérios tendo ajuda de alguns personagens da Hanna-Barbera ou super-heróis da DC Comics.

Esse gibi surgiu inspirado na série animada Os Novos Filmes do Scooby-Doo lá nos anos 70.

Só pra citar já surgiram nas edições: a Dupla Dinâmica, Superman, Mulher-Maravilha, a Família Marvel, Os Jovens Titãs, Esquilo Sem-Grilo, Space Ghost entre vários outros.

Por enquanto é só pppessoal, mas relembre aqui o texto anterior.

 

 

Anúncios

Imagens

mask-blue-falcon

Scooby-Doo! A Máscara do Falcão Azul

Nesta animação temos homenagem pra vários heróis da Hanna-Barbera: Space Ghost, Os Herculóides, Mightor, Os Impossíveis, Frankenstein Jr e o Falcão Azul do título.

Continuando, além dos desenhos antigos essa versão do cão medroso também homenageia o desenho original do Scooby, de 1969 (podemos notar isso pelo design da turma).

Em, Scooby-Doo! A Máscara do Falcão Azul (Scooby-Doo! Mask of the Blue Falcon) vemos Salsicha e seu cachorro lendo gibis.

E todos estão indo pro Festival MegaMundo de Revista em Quadrinhos, uma convenção de quadrinhos. Na cidade de San Pedro sendo que a famosa Comic-Con, de San Diego deve ter servido de inspiração pro desenho.

Na trama haverá um remake do Falcão Azul e Dinamite o Bionicão e esse novo filme terá mais ação. Sendo que o desenho do herói aqui é tratado como um seriado antigo, pois o Falcão original foi interpretado pelo ator Owen Garrison.

Como seus tempos de glória há muito já se foram Garrison sobrevive dando autógrafos nessas convenções.

Durante o festival temos a apresentação do trailer desta nova versão do Falcão Azul.

O filme será produzido por Jennifer Severin e protagonizado por Brad Adams (que demonstra não gostar de seu papel).

A parte interessante é que esse trailer ficou muito parecido com a abertura de Batman: A Série Animada (cena do alto do prédio).

O monstro da vez é o Sr. Hyde, arqui-inimigo do herói. Infelizmente Garrison havia sido proibido de usar seu velho traje, pois o estúdio estava querendo remover todos os originais pra promover o remake.

Isso deixou o ator furioso e querendo a qualquer custo acabar com essa produção. E só pra piorar tudo levava a crer que Owen era o culpado dos acontecimentos estranhos na convenção.

Desta vez de quem parte a intenção de investigar o caso é de Salsicha e Scooby ambos fãs de carteirinha assinada do seriado clássico.

Obviamente há várias confusões e perseguições durante a animação, porém a melhor parte é reconhecer os cosplayers da Hanna-Barbera que surgem durante a convenção.

Notei que numa cena Scooby desiste de agir como herói largando seu uniforme de Bionicão. Isso é uma homenagem pra edição histórica do Homem-Aranha que abandona seu traje (fato aproveitado até na franquia de Sam Raimi).

Há outro momento no qual Scooby retorna e abre sua camisa que nos conecta ao Superman mostrando seu símbolo.

Destaco também a loucura da Daphne correndo atrás dos Felpudinhos, um bicho de pelúcia muito estranho. A ruiva faz de tudo pra colecioná-los agindo fora da caixinha.

Lembrei de um momento no qual Fred, Velma e Daphne são expulsos da convenção e pra retornar surgem vestidos de Herculóides.

E isso é outro aspecto importante nessa animação, pois além das homenagens também há participações especiais. Tipo o prefeito de San Pedro era o mesmo de Cidadópolis (no desenho do Falcão Azul), os seguranças da convenção são os vilões dos Apuros de Penélope Charmosa (Silvester Soluço e Os Irmãos Bacalhau seus capangas).

A estrangeira que o tio do Austin namora parece ser a heroína Elektra, do desenho Força Jovem (não sei por qual motivo mudaram pra “Princesa Garogflotach“).

Outra que vi foi Gilda, uma das Panterinhas surgindo como repórter quase no final da animação e se eu não me engano o caminhão de lixo da Ursuwat também aparece (há outros detalhes que agora não me recordo).

Afirmo que Scooby-Doo! A Máscara do Falcão Azul é a melhor animação do dogue alemão de todas que já assisiti pelos aspectos que expliquei acima (é claro que por ser muito divertido também).

Mais recomendo Scooby-Doo! Abracadabra Doo, A Espada do Samurai, O Rei dos Duendes e o Monstro do Lago Ness que valem a pena serem conferidos.

Veja nas imagens abaixo algumas animações do Scooby-Doo e algumas homenagens de vários artistas que garimpei na web

Scooby-Doo

z-1969

É um dos desenhos mais antigos e populares da Hanna-Barbera que ainda passa na telinha.

Scooby-Doo foi criado por Iwao Takamoto em 1969. Dizem as lendas que Joe Ruby e Ken Spears eram escritores dos personagens. Só pra constar a dupla é famosa por ter criado a produtora de desenhos Ruby-Spears Productions.

Em todas as versões conta as aventuras da turma de amigos adolescentes que na companhia do cão medroso desvenda mistérios envolvendo monstros, fantasmas, aparições entre outras coisas. Geralmente são pessoas fantasiadas que se aproveitam de disfarces pra cometer algum crime.

E as crianças intrometidas sempre atrapalham tudo resolvendo o caso. Ouvimos o bordão: “Eu teria conseguido se não fossem por aqueles garotos enxeridos e esse cachorro idiota”.

A trupe viaja pelos Estados Unidos a bordo da Máquina Mistério (The Mystery Machine) encontrando situações estranhas pelo caminho.

Podemos notar que sua maior característica é que de tempos em tempos surge repaginado.

desenho original

Scooby-Doo, Cadê Você? – Scooby-Doo, Where Are You! – 1969

Foi a primeira versão animada do Dogue Alemão.

Dizem as lendas que a dupla William Hanna e Joseph Barbera iriam batizar o desenho de House of Mystery.

Isso quase aconteceu, porque Scooby foi inspirado tanto no seriado antigo The Many Loves of Dobie Gillis quanto em I Love Mistery, um seriado da época do rádio (nos anos 40).

Outras histórias dizem que o desenho iria ser batizado de “Who’s S-s-s-s-cared?” (algo do tipo Quem está com m-m-m-medo?).

Mais depois de várias reuniões houveram diversas mudanças e ficou como conhecemos.

Um fato importante é que a música Strangers in the Night, do Frank Sinatra serviu de inspiração pro nome do cachorro. Na parte em que canta “dooby dooby doo”.

Durante os episódios somo apresentados aos adolescentes: Salsicha Rogers que na verdade se chama Norville, mas prefere ser conhecido pelo nome citado no início do parágrafo. É o mais engraçado do grupo, pois só vive com fome, é preguiçoso, adora comer e foge assim que há algum problema.

Mesmo sendo atrapalhado Salsicha consegue prender os vilões. Seu bordão mais famoso é: “Scooby-Doo, cadê você!?” e outra frase que diz bastante é: “Que tal um lanchinho, Scooby?”.

Scooby-Doo astro principal do desenho (seu nome verdadeiro é Scoobert-Doo). Totalmente medroso tem as mesmas atitudes do seu dono. Durante os casos só age se receber um biscoito Scooby e tendo sorte acaba pegando os ladrões ou salvando a turma de alguma enrascada.

Seu inconfudível bordão fechando o episódio é repetido em todas versões posteriores: “Scooby-Dooby-Doo-oo-oo !!!”.

Fred Jones, líder do grupo que adora criar armadilhas incríveis. Suas frases são: “Temos mais um mistério em nossas mãos”, “Vamos nos separar e procurar pistas” entre outras.

Fred é apaixonado pela Daphne, mas algumas vezes não revela esse sentimento.

Daphne Blake é filha de milionários e pro seu azar acontece de invariavelmente cair nas garras dos vilões (sempre teve destaque como a mais bonita do grupo).

Como curiosidade Daphne foi inspirada na atriz Indira Stefanianna Christopherson, dubladora do estúdios DePatie-Freleng. Ela geralmente demonstra seus sentimentos por Fred.

Velma Dinlkey é a mais inteligente de todos. Melhor amiga de Daphne, desvenda os mistérios através das pistas encontradas. Como não tem muita sorte ouvimos no meio da confusão a frase: “Meus óculos… não consigo ver sem meus óculos”, mas também há outros bordões como: “Gente!” e “Hum… Acho que finalmente estou começando a entender esse mistério”.

Ao longo dos anos sua atitude nerd foi melhorando e ganhando milhares de fãs ao redor do mundo (é a minha personagem preferida do desenho).

Um aspecto interessante que notei é que as roupas dos personagens mantém as mesmas características ao longo das décadas.

Como azul e branco pro Fred, Vermelho e laranja pra Velma, Roxo e rosa pra Daphne e Verde e marrom pro Salsicha. Podem até trocar seu vestuário mais essas cores sempre permanecem.

O que chamava minha atenção no desenho original são os lugares em que Salsicha e cia. precisam desvendar os mistérios. Seja em parques abandonados, ilhas estranhas, casas mal-assombradas, pântanos escuros, passagens secretas entre outros lugares bizarros acompanhavamos a solução dos casos.

Geralmente com um personagem que já havia surgido antes sendo desmascarado no final (fato que que virou marca registrada do desenho).

Só pra constar o óbvio sucesso do Scooby impulsionou a Hanna-Barbera a criar outros desenhos seguindo a mesma fórmula. Grupo de adolescentes resolvendo casos assombrosos que foram: As Panterinhas, Speed Buggy, Tutubarão, Goober e os Caça-Fantasmas, Clue Club, Shmoo, Butch Cassidy e Fantasminha Legal (entre outros que comentarei mais pra frente).

Continuando, a dublagem brasileira é nostálgica por causa da participação de Orlando Drummond que emprestou sua voz pro Scooby (e também pra vários outros personagens). Não poderia esquecer de Mário Monjardim que fez Salsicha com aquele sotaque caipira engraçadíssimo.

A primeira série animada do cão medroso durou até 1971 resultando num total de 25 episódios lançados em duas temporadas.

1972

Os Novos Filmes do Scooby-DooThe New Scooby-Doo Movies – 1972

É a segunda versão do personagem envolvendo diversos casos pra serem solucionados (além de cada episódio ter uma hora de duração).

A grande diferença é que havia participação de várias celebridades que faziam sucesso naquele período: Os Globetrotters, Sonny & Cher, O Gordo e o Magro, Dick Van Dyke, Os Três Patetas, Don Adams, Cass Elliot, Jerry Reed, Jonathan Winters, Don Knotts entre outros.

Apesar de algumas celebridades já terem morrido naquela época arranjavam imitadores para dublarem suas vozes. Enquanto que outros homenageados faziam suas próprias dublagens de seus personagens.

Também havia participação de personagens de outros desenhos como: Jeannie é um Gênio e Babu, Josie e as Gatinhas, A Família Addams, Os Três Patetas e Speed Buggy.

Até 1974 foram produzidas 2 temporadas resultando num total de 24 episódios.

Fim da primeira parte.