Rankin/Bass

papai-noel

Eu sou um fã ardoroso de stop motion primeiro devido a essa empresa e também por causa de Ray Harryhaussen. Quando eu era moleque essas produções eram mostradas direto pra gente na telinha.

Quem cresceu na década de 80 deve se lembrar do que estou comentando e não é átoa que sou tão nostálgico.

A Rankin / Bass Productions, Inc. (também chamada de Rankin/Bass Animated Entertainment) foi uma empresa americana conhecidíssima no passado por causa de suas produções na telinha feitas em stop-motion.

Atualmente o acervo dos especiais televisivos estão divididos, pois uma parte ficou com a Warner Bros. enquanto a outra com a Classic Media.

A empresa surgiu nos anos 60 sendo fundada por Arthur Rankin Jr. (1924-2014) e Jules Bass, porém seu nome era Videocraft Internacional.

A grande maioria da produções “Animagic” da empresa foram feitas no Japão e o grupo de animadores era chefiado por Tadahito Mochinaga.

As animações eram produzidas pela Toei Animation, Films Crawley e Mushi Productions. Nos anos 70 tiveram a participação da Top Craft que foi um desdobramento da Toei Animation.

Toru Hara que foi funcionário da Top Craft teve seu nome incluído em diversas produções da Rankin/Bass. Algum tempo depois uniu-se Hayao Miyazaki trabalhando no Studio Ghibli em animes que se tornaram clássicos como A Viagem de Chihiro, O Castelo Animado,Ponyo, Princesa Mononoke, Meu Vizinho Totoro, Nausicaä do Vale do Vento e vários outros.

Chega de enrolar e vamos ao que interessa.

RUDOLPH THE RED-NOSED REINDEER

Rodolfo, A Rena do Nariz Vermelho (Rudolph the Red-Nosed Reindeer) – 1964

Há alguns anos atrás esta animação tornou-se um sucesso infantil sendo exibida diversas vezes durante a época do natal.

Se compararmos com as produções atuais podemos notar nitidamente que é bem fraquinha, mas fez a alegria de muitas crianças.

Um simpático boneco de neve conta a história de Rodolfo, uma rena que nasceu com um nariz vermelho e reluzente (sofrendo preconceito por ser diferente).

Papai Noel não é um velhinho bonzinho como estamos acostumados a ver, pois está tão ocupado com o Natal que tornou-se um tanto ranzinza. Tratando mal a pequena rena e a todos ao seu redor (“talvez” naquela época não tivessem a intenção de ser politicamente corretos).

Aqui temos também uma característica que lembra os desenhos da Disney, porque há várias canções dos personagens.

Após fugir Rodolfo conhece um duende de Papai Noel que também sofre por ser tachado de diferente, pois seu sonho é tornar-se um dentista.

Enquanto todos ficam preocupados com o sumiço dos dois eles estão se divertindo á beça. Sem saberem estão correndo um perigo enorme podendo se deparar com o terrível Monstro da Neve.

Ambos tornam-se amigos e durante sua fuga encontram Cornélio do Alasca que leva a dupla pra Ilha dos Brinquedos Desajustados, um lugar aonde moram os brinquedos que ninguém mais quer.

Depois de ter sumido os pais de Rodolfo saem á sua procura e são capturados pelo Monstro da Neve. E somente com a ajuda de Cornélio é que Rodolfo consegue salvá-los.

Então uma grande tempestade caiu e Papai Noel ia desistindo de entregar os presentes, descobrindo que a luz do nariz de Rodolfo, resolveria seu problema (guiando-o pelo caminho).

E assim Rodolfo conseguiu seu lugar de destaque no trenó sendo respeitado por todos. A intenção da animação é mostrar pra crianças que precisamos ser aceitos pelo que nós somos e a conviver com estas diferenças (um belo clássico de natal).

festa-maluco

A Festa do Monstro Maluco – 1967

Pra quem acha que Hotel Transilvânia é alguma grande novidade realmente não conhece essa raridade.

Saibam queridos leitores que foi por causa desta animação que surgiu inspiração para Drácula, Johnny, Mavis e cia nos divertirem.

Na animação quando o Dr. Frankenstein decide se aposentar convoca uma reunião com todos os monstros do mundo (sua intenção é eleger seu sucessor).

Então vemos o Conde Drácula, a Múmia, Dr. Jekyll e Mr. Hide, Homem Invisível, Lobisomem entre outros.

A história acontece numa ilha e o Doutor esconde a fórmula da destruição total que obviamente não pode ficar em posse das mãos erradas.

Quando Frankenstein decide entregar seu cargo pro Felix, seu sobrinho que é humano causa uma enorme revolta entre os demais.

fred-astaire

A Verdadeira História do Papai Noel (Santa Claus is Coming to Town) – 1970

É feita também no estilo stop motion que eu adoro, justamente, por causa desta clássica animação entre outras que tive o prazer de assistir .

Um simpático carteiro com a imagem de Fred Astaire revela a origem de Papai Noel. Ele também é o narrador da nossa história e decide responder a algumas das perguntas mais comuns sobre o Bom Velhinho.

E nos fala de um pequeno bebê chamado Kris que foi deixado na porta da família Kringle.

Com o passar dos anos eles ensinam ao garoto, agora batizado de Kris Kringle (voz de Mickey Rooney), todo ofício de fabricar brinquedo. Certa vez em suas andanças  Kris pára numa cidade só pra descobrir que lá os brinquedos foram proibidos pelo “Mestre Burgo, Burgomestre” o líder local.

Kris insiste em entregar presentes e acaba virando uma espécie de rebelde tendo toda guarda em seu encalço. Pra continuar entregando presentes, ele se une á professora da escola, Jéssica.

O interessante é que o roteiro se importa em dar um porque á várias características do Papai Noel: o fato dele entregar presentes á noite pela chaminé, como as renas passaram a voar, porque ele passou a usar a barba, dentre outras coisas.

Vemos também o casamento entre Kris (que adota o nome Noel para não ser perseguido) e Jessica, que se torna a Mamãe Noel. O casamento adquire aspectos pagãos, já que eles não podem ir em igrejas e cidades, pois são perseguidos, eles ficam embaixo de uma árvore enfeitada na floresta (a explicação para a árvore de natal) e se casam numa cerimônia sem vínculo algum com qualquer religião.

Interessante é que Papai Noel sempre é mostrado como um rebelde, que tem que usar certos mecanismos para entregar presentes sem ser pego.

E para piorar as coisas, há um malvado feiticeiro chamado Inverno que vive entre os Kingles e Sombertown para atrapalhar a vida do nosso Papai Noel.

É um dos maiores clássicos sobre o Papai Noel que vale a pena ser visto (conhecer ou se recordar).

Fico por aqui.

Fonte de Pesquisa: The Enchanted Wolrld of Rankin/Bass, InfanTV e Wikipedia.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s